Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

140 km em 6 dias: os treinos da recordista mundial nos 21 km

Foto: Divulgação

A queniana Joyciline Jepkosgei tornou-se, no último dia 1º de abril, a primeira mulher da história do esporte a correr uma meia-maratona abaixo de 1h05min. Aos 23 anos, ela alcançou, em Praga, na República Tcheca, a marca de 1h04min52s, 14 segundos abaixo do recorde mundial anterior.

Não há ninguém melhor para explicar o sucesso e a boa fase de Jepkosgei do que Nicholas Koech, seu marido e treinador. Há sete anos convivendo diariamente com a jovem, com quem tem um filho, ele deu detalhes à revista norte-americana Sports Illustrated sobre a preparação da atleta queniana para estabelecer o novo recorde mundial.

Em março, na semana com treinamentos mais exigentes antes da prova, Jepkosgei chegou a correr 140 km em seis dias. Um dos segredos do fôlego da queniana passa pelo local onde é feita sua preparação física: Iten, cidade de pouco mais de 40 mil habitantes a 2.400 metros de altitude. Na maior parte do tempo, ela treina em um grupo composto por quatro homens e duas mulheres, além de dois “coelhos” dedicados exclusivamente a ela.

A rotina de treinos inclui corridas pelas montanhas, tiros de até 3 km e sessões regenerativas com velocidade de atleta amador. O estafe da recordista recomenda, em situações de estresse físico, que ela rode em um pace de 5 min por km – ritmo compatível com o de muitos dos nossos leitores. Tirar o pé do acelerador em alguns momentos é uma prática comum nas planilhas dos atletas de ponta do Quênia.

 

Leia mais

Queniana estabelece novo recorde mundial da meia-maratona

Garoto deficiente ajuda guia a terminar maratona nos EUA e emociona público

Meia-maratona, pôr do sol, lagoa e balada em Veneza

 

Confira detalhes da semana com o maior volume de treinamentos de Jepkosgei, em março deste ano:

SEGUNDA-FEIRA

Manhã: 16 km pela montanha em 70 minutos
Tarde: 8 km em 40 minutos

TERÇA-FEIRA

Manhã: 15 x 400m em 68 segundos cada volta, com recuperação de 1 minuto, na altitude de Iten (2.400 metros)
Tarde: 10 km em 50 minutos. Em seguida, ela passa por uma sessão de fisioterapia de uma hora

QUARTA-FEIRA

Manhã: 12 km em 50 minutos
Tarde: 10 km em 50 minutos. Em seguida, fortalecimento de uma hora na academia

QUINTA-FEIRA

Manhã: treinamento de velocidade em Iten. 2x (3.000 m – 2.000 m – 1.000 m) em 9min48s, 6min24s, 3min04s e 9min45s, 6min20s e 3min04s. A recuperação foi de 3min, 2min30s, 2min, 3min, 2min30s.
Tarde: 10 km em 60 minutos

SEXTA-FEIRA

Manhã: 18 km em 90 minutos
Tarde: 10 km em 50 minutos. Depois, fisioterapia durante uma hora

SÁBADO

Descanso: Joyciline Jepkosgei vai à Igreja

DOMINGO

Manhã: 25 km em 87 minutos, realizados a 2.160 metros de altitude, em Moiben, no Quênia
Tarde: descanso

Acima das expectativas
Finalizada a preparação para a meia-maratona em Praga, Joyciline Jepkosgei definiu com o marido que seu objetivo era correr os 21 km em 1h05min30s. Para isso, precisaria ter clima e “coelhos” adequados.

No fim das contas, o resultado foi melhor que o esperado: tempo de 1h04min52 e recorde mundial.

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!