Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

Roqueiros corredores: eles se dividiram entre a guitarra e os 42 km

Foto: Montagem/O2

Eles se notabilizaram por letras criativas, solos impecáveis e atuações memoráveis em cima dos palcos. Fora de seus compromissos com a música, grandes estrelas do rock encontraram na corrida um refúgio e um atalho para a boa forma. Alguns deles até veem semelhanças entre os dois universos – caso do baixista Flea, do Red Hot Chili Peppers, que, em suas passadas, sente uma “energia divina fluindo” em seu corpo.

Neste 13 de julho, Dia Mundial do Rock, o Ativo.com conta histórias de roqueiros que se dividiram entre dois mundos fascinantes: o da corrida e o da música.

JOE STRUMMER, DO THE CLASH, CORREU UMA MARATONA DEPOIS DE BEBER 10L DE CERVEJA

Em 1982, com o The Clash no auge de sua fama, Joe Strummer, guitarrista e vocalista da banda, decidiu correr a Maratona de Paris com sua namorada, Gaby Salter, que não conseguiu alcançar a linha de chegada. O desafio ganhou contornos impressionantes com a preparação nada sadia do astro do rock. Na noite anterior aos 42 km, ele bebeu 10 litros de cerveja.

Dezessete anos depois, Strummer, em entrevista à revista Steppin ‘Out, brincou com seu “regime de treinamento”. “Beba 10 litros de cerveja na véspera da corrida e não dê um único passo pelo menos quatro semana antes da prova. Mas certifique-se de colocar um aviso neste artigo: ‘Não tente isso em casa’. Isso significa que funciona para mim e Hunter Thompson, mas pode não funcionar para os outros. Só posso lhe dizer o que faço.”

 

Leia mais

Sexo antes da corrida: ajuda ou atrapalha?

Menos ressaca, mais corrida: quando os treinos viram "arma" para fugir da noitada

Os famosos da música que driblaram problemas com a corrida

 

Além da Maratona de Paris em 1982, ele disputou duas vezes a Maratona de Londres, em 1981 e 1983. Strummer diz que, em 1983, percorreu os 42 km em 4h13min.

DEXTER HOLLAND, DO OFFSPRING, E O DESEJO DE SUPERAR OPRAH NA MARATONA

No final da década de 1990, a banda californiana The Offspring fez com que o hit “Pretty Fly (For A White Guy)” tivesse mais de 22 milhões de downloads em apenas 10 semanas. Tão impressionante quanto esse feito foi o café da manhã de Dexter Holland, líder do grupo, antes da Maratona de Los Angeles em 2006. Ele decidiu comer tacos antes de correr 42 km.

Antes da maratona, Holland declarou à MTV que queria apenas chegar à frente de uma personalidade do entretenimento norte-americano: a apresentadora Oprah Winfrey. “Tudo o que eu quero é vencer a Oprah”, disse.

No fim das contas, Oprah finalizou a prova em 4h29min30s; Holland, em 5h01min07s, para tristeza dos roqueiros.

“Fico feliz por ter conseguido terminar a maratona, mas eu não deveria ter comido tacos no café da manhã. Não bati o tempo da Oprah, mas a desafio para uma revanche”, declarou.

JOHNNY MARR, DO THE SMITHS: DOS 40 CIGARROS A MAIS DE 40 KM

Johnny Marr, o lendário guitarrista do The Smiths, seguiu à risca o roteiro clássicos das estrelas do rock. Alternou shows com o consumo de muito álcool e chegou a fumar 40 cigarros por dia.

No início dos anos 1990, Marr abandonou o estilo de vida dos roqueiros e ficou mais saudável. Começou a correr quando tinha tempo livre entre shows e ensaios. Ele já completou a Maratona de Nova York em 3h54min18s e afirma que sequer lembra de como era sua vida entre goles e tabaco.

“Eu sou muito saudável. As pessoas pensam que eu tenho um estilo de vida do rock’n’roll, mas eu esqueci de todas as coisas que fiz e nem consigo lembrar de tudo aquilo”, contou ao jornal britânico The Guardian.

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

Clube O2

Escolha já seu Óculos HB!

Compartilhe por email!