Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Confira nosso teste definitivo do Kinvara 9

O Saucony Kinvara 9 é um dos modelos mais recentes de performance da marca americana. Assim que a novidade chegou por aqui, fizemos o primeiro teste, que você pode conferir aqui. Alguns quilômetros rodados depois (para ser mais exata, 68 km), o Kinvara 9 merece uma avaliação mais detalhada. Veja como ele se saiu. 

Saucony Kinvara 9

O cabedal do Saucony Kinvara 9 é de malha de tecido leve e agradável ao toque, com tramas abertas nas áreas que precisam de mais ventilação. Possui drop baixo (altura do solado) de 4 mm. Isso significa que ele oferece um contato mais íntimo com o solo e dá para sentir mais o piso sob os pés, diferentemente dos modelos de amortecimento mais robustos.

É leve – um tamanho 40 pesa 212 g e um 38 feminino, 187 g. O amortecimento conta com a tecnologia Everun da própria Saucony, de resposta contínua “que reduz a pressão do impacto da pisada”.

Saucony Kinvara 9
Foto: Amanda Preto

Como testamos 

Segundo a marca, o Kinvara 9 é pau para toda obra: vai bem em treinos diários, de velocidade e para todas as distâncias. Como a melhor resposta está na comprovação, testamos o tênis em todas as condições possíveis. Como dito lá em cima, foram 68 km de experiência, divididos em:

– Treinos de rodagem (+- 50 km)
– Treinos de velocidade (+- 10 km)
– Outros (esteira, funcional, aulas indoor (+- 8 km)

Os terrenos que dominaram o teste: grama, terra batida e asfalto do parque, que geralmente é mais estável do que os das ruas. A maioria dos testes aconteceram em piso seco (apenas duas ou três vezes no chão molhado, depois da chuva). Esteira também participou bastante do review.

Em todos os ambientes e condições, o Kinvara 9 mandou bem. Até mesmo no chão molhado apresentou boa aderência, oferecendo segurança suficiente para manter um pace mais veloz. Em terrenos mais instáveis, no caso do asfalto e da terra batida, também não deixou a desejar e protegeu os pés conforme as expectativas.

 

Leia mais

Guia da cãibra: o que é, causas e dicas para evitá-la

Brooks Levitate 2: atualização somente no cabedal

Como fazer brigadeiro sem leite condensado (e saudável)

 

Impressões gerais

Nos primeiros treinos, o Kinvara 9 ficou um pouco justo nos pés, principalmente nas laterais por ser ligeiramente estreito na região. Depois do quarto uso, o incômodo sumiu – o cabedal tem um tecido maleável que não cede demais e parece “memorizar” a forma dos pés. Embora seja um tênis de performance, o Kinvara 9 entrega ótimo amortecimento, sem deixar aquela sensação de dureza ao contato com o solo. Julgo essencial esse ponto por preferência pessoal: não gosto de tênis rígidos.

E este Saucony é especialmente flexível até fora dos pés. Basta torcê-lo com as mãos para notar esse ponto. Para mim, é necessária tal flexibilidade para o modelo se adaptar ao movimento da corrida — é muito ruim correr parecendo que está usando dois cascos nos pés.

A leveza na prática e o conforto em todas as extremidades também contaram muito para a avaliação positiva do Kinvara 9. Você só percebe que está com o calçado ao pisar no solo, com a ação do sistema de amortecimento e retorno. Apesar de não ser baratinho, vale o que se paga: por R$ 599,90, é possível levar para casa um tênis completo e adequado até para treinos na academia. Menos é mais!

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!