Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Endurance: use a mente a seu favor

Quem corre provas de endurance precisa se preparar muito bem fisicamente para aguentar todas as exigências das corridas longas. Além disso, também é importante ter uma alimentação equilibrada e eficaz para um melhor rendimento. Mas, além disso, também é preciso preparar a cabeça para ter bons resultados nas provas. Pelo menos, foi isso que demonstrou um novo estudo publicado pela University of Kent, no Reino Unido.

Segundo os pesquisadores, a mente pode, sim, ajudar ou atrapalhar o atleta quando o assunto é endurance. Para chegar a essa conclusão, os estudiosos fizeram a revisão de diversos estudos sobre o tema, com a intenção de descobrir se o preparo mental realmente tem importância ou se trata-se apenas de um efeito placebo. O resultado demonstra que usar estratégias de mentalização surte, sim, efeito no rendimento na prova. Para que você tenha bons resultados, ainda segundo a pesquisa, as melhores medidas são, em ordem de importância, fazer projeções mentais de imagens durante a prova, falar sozinho e estabelecer metas. Saiba como colocar cada uma dessas artimanhas em prática:

Faça projeções mentais
Foque no lado positivo da prova, para que você tenha um bom rendimento. Não pense nos treinos ruins que você fez. Em vez disso, concentre-se nas corridas em que se sentiu realmente forte e confiante e imagine-se correndo da mesma forma que fez no dia do treinamento. Pense, também, no momento de cruzar a linha de chegada para ganhar força extra para finalizar a prova de endurance.

Fale sozinho
Quem se importa se a pessoa que corre ao lado vai pensar que você é louco? Às vezes, dando a si mesmo algumas palavras de incentivo e dizendo coisas como “Eu posso fazer isso” ou “Eu estou forte” pode ajudar a passar por uma fase mais difícil durante a competição.

Estabeleça metas
Se depois de diversos quilômetros percorridos você está lutando para conseguir cruzar a linha de chegada e já está entregue as desconfortáveis dores recorrentes do esforço feito durante a corrida, não se concentre em quanto você ainda precisa correr. Apenas se preocupe em chegar ao próximo marcador de quilômetros, a próxima parada de água ou a outro marco da competição. Conquistado esse objetivo, continue estabelecendo pequenas metas no meio do percurso, para que você não se sinta sobrecarregado por pensar sobre o quanto ainda falta para fechar a prova.

(Fonte: Ronaldo Martinelli, professor do programa Bio Running da academia Bio Ritmo)

Clube O2

Economize nas provas e escolha seu frequencímetro!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!