Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Cansado do treino de sempre? Veja ideias para sair da monotonia

Foto: Shutterstock

Quem busca longevidade na corrida precisa se divertir fazendo isso. Mas é normal, vez ou outra, enjoar da planilha ou ficar cansado do treino do dia a dia. Quando isso ocorrer, o melhor a fazer é tentar variar a programação, para quebrar a monotonia dos treinos e continuar firme em busca do seu objetivo no esporte. 

O bom de tudo é que isso também te ajuda a melhorar como atleta, já que o seu organismo precisa de estímulos diferentes continuar evoluindo. 

Como quebrar a monotonia quando estiver cansado do treino:

  1. Mude os trajetos

    É bem óbvio que isso ajuda a sair da monotonia e já falamos sobre como é bom para corpo e mente que você altere os trajetos dos seus treinos de corrida. Se você corre na esteira, tente sair. Se corre na pista, vá para a rua. Planeje um novo circuito. Você pode até mesmo ir correndo para algum lugar diferente quando viajar. E, quando estiver cansado dos treinos do asfalto, a corrida ganha outro visual e ritmo no mundo das corridas de montanha. 

  2. Corra acompanhado

    Muita gente gosta ou já se acostumou a correr sozinha, mas um parceiro para treinar é um estímulo que transforma a relação que temos com o esporte. O ideal é que a pessoa tenha um ritmo e uma distância parecidos com os seus, para ficar mais fácil acompanhar o treino juntos. Mas, ritmos diferentes não impedem que vocês saiam para correr, cada um na sua velocidade, e terminem o trajeto juntos para voltar para casa. 

  3. Faça treinos intervalados

    Os treinos de alta intensidade são uma das formas mais benéficas de fortalecer seu corpo. Essa variação de velocidade e ritmo no meio de um treino ajuda o corpo a ficar mais forte e representa uma quebra na repetição de algumas corridas.  

  4. Adicione exercícios

    A ideia aqui é mudar um treino por semana para fazer algo que você nunca fez. A cada km rodado, faça uma série de exercícios antes de voltar a correr. Agachamento, saltos e flexões são boas opções. Fazer exercícios para fortalecer outro grupo muscular ativa o treinamento porque gera um estímulo diferente para o corpo

  5. Procure por subidas e descidas 

    Busque lugares onde seja possível treinar subidas e descidas, em que trabalhamos mais quadris e coxas do que no plano. Mas atenção ao descer: concentre-se em manter o controle das pernas e braços, evite “flutuar” ou descer descontroladamente porque isso pode gerar lesões. 

  6. Suba escadas

    As escadas podem ser um grande desafio para os corredores, já que te obrigam a mudar a dinâmica de movimento e exigem bastante da parte cardiovascular. Mas é preciso de alguns cuidados para encará-las. Reduza a velocidade quando tiver degraus pela frente e só passe a incluir escadas no treino quando já estiver bem condicionado, já que a chance de lesão nelas é maior.

  7. Corra de ré

    Por mais  estranho que pareça, correr para trás pode te ajudar a se desenvolver como atleta. Além de ser completamente diferente do que você está acostumado a fazer nos treinos. A técnica, chamada de retrorunning, trabalha os músculos da panturrilha, mas não deve ser usada por grandes distâncias – o ideal é mais ou menos 1 km. Escolher um local calmo e com poucos obstáculos no caminho também é importante.

  8. Corra na chuva

    Optar por treinar em um ambiente diferente pode representar uma agradável surpresa. Com a chuva, o clima fica mais ameno, a água ajuda a refrescar e você nem sente tanto o esforço. É preciso redobrar o cuidado com escorregões durante a corrida e tirar a roupa molhada assim que o treino terminar.

 

Leia mais

As lesões mais comuns nos joelhos dos corredores

As dicas do bicampeão Marílson Gomes para se dar bem em NY

Quatro maneiras de ganhar velocidade na corrida

 

 

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

Clube O2

Escolha já seu Frequencímetro!

Compartilhe por email!