Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

Como a umidade do ar influencia o seu treino

Os corredores tendem a escolher seus horários de treino baseados na temperatura, porém existe um detalhe tão importante quanto este que também deve ser levado em conta nessa decisão: a umidade do ar.

Muitas pessoas acreditam que o ideal é correr com uma alta umidade do ar, porém este fator pode tornar a corrida ainda mais desgastante. Por exemplo, correr a uma temperatura de 31° C com uma umidade relativa do ar em 40% não muda a sua sensação térmica durante o treino. Porém, se a umidade estiver em 70%, a sensação pode chegar a 37° C.

A explicação para isso é muito simples. Quando corremos, nossa temperatura se eleva e, em resposta, transpiramos para que nosso corpo seja resfriado. Contudo, a alta umidade do ar impede que esse suor se evapore, fazendo com que o clima pareça estar muito mais quente do que indicam os termômetros. Já nos dias de baixa umidade do ar ocorre o inverso. Nosso suor evapora facilmente, deixando-nos com a sensação de que a temperatura está menor.

 

Leia mais

Correr no calor: escute seu corpo e curta a corrida

Treinar de manhã: dicas para conseguir sair da cama (bem) cedo

Treino de velocidade: melhore aceleração, mobilidade e flexibilidade

 

Se o seu corpo se aquece demais e você fica desidratado, o fluxo sanguíneo irá se concentrar, basicamente, nos órgãos vitais, prejudicando as demais partes do corpo. Além disso, sua frequência cardíaca se eleva e sua respiração fica irregular e superficial, fazendo com que seus pulmões tenham um trabalho extra para fornecer oxigênio para todo o seu corpo.

Se o corredor não parar, as coisas podem piorar ainda mais. A temperatura do cérebro irá subir, fazendo com que o atleta pode perca o controle sobre a mecânica do corpo e suas habilidades mentais podem ficar prejudicadas.

Existe um mito de que os iniciantes sofrem mais com os efeitos da umidade do ar, porém a verdade é que os corredores de alta performance tendem a ser mais propensos, pois o quanto mais rápido você corre, mais calor o seu corpo vai gerar.

Claro que cada pessoa consegue lidar com o calor e a umidade do ar de maneiras diferentes. A cidade onde o corredor mora também tem uma influência nisso. Pessoas que vivem em locais mais úmidos estão mais adaptadas a essas condições.

Na hora de escolher o melhor horário para treinar, entretanto, o importante é que o corredor veja não apenas a temperatura que estará naquele período, mas também a umidade relativa do ar. Caso você veja que ela estará alta, procure fazer o seu treino em locais com bastante sombra e com fácil acesso a pontos de hidratação. Durante as passadas, monitore seus batimentos cardíacos e caso note que a sensação de esforço está muito maior, considere fazer uma pausa.

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

Clube O2

Escolha já seu Óculos HB!

Compartilhe por email!