Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

5 dicas de treinamento de um monge para corredores

Foto: Shutterstock

Que tal se um monge desse dicas de treinamento para correr longas distâncias? Sakyong Mipham Rinpoche, monge e autor de dois livros espirituais, ‘The Shambhala Principle,’ e ‘Running with the Mind of Meditation’, é um exemplo de como a corrida e a meditação são poderosas quando praticadas juntas. Sim, o monge é também um ultramaratonista que encontrou na corrida outra forma de meditar. 

Sakyong é um lama tibetano e líder da Shambhala (uma comunidade internacional que tem mais de 165 centros de meditação). Ele vê a atividade física como uma prática essencial para o bem-estar espiritual. Além de artes marciais, o monge ama correr. Em seu livro, Running with the Mind of Meditation,  ele fala de como a meditação e a corrida estão interligadas para trazer benefícios para o corpo e para a alma – e dá dicas de treinamento para você ir mais longe na corrida (e na meditação).

“Hoje o Ocidente começa a enxergar os benefícios de meditar e várias pesquisas neurocientíficas estão revelando como isso é capaz de mudar nossas ondas cerebrais, reduzindo o stress, preocupação, ansiedade, depressão e medo – e aumentar os sentimentos de calma e felicidade”, disse o monge em uma entrevista recente.

Confira as dicas de treinamento de um monge para você correr longas distâncias – e meditar enquanto corre:

1. Correr é um treino para o corpo; meditar é um treino para a mente

Quando o monge começou a correr, naturalmente se viu aplicando os princípios da meditação enquanto se exercitava. Para ele, correr é um treino para o corpo e meditar é um treino para a mente. Não precisamos escolher entre um e outro; ambos são parte de quem somos. Meditando e correndo naturalmente sincronizamos corpo e mente e isso nos traz a sensação de plenitude, de pertencimento. Correr e meditar nos faz sentir mais vivos e fortes, segundo Sakyong.

2. Estar aqui, agora: a meditação “mindfulness”

Uma das principais dicas de treinamento do monge é a meditação mindfulness. A ideia é trazer a atenção para o que está sendo feito no momento e observar. Na corrida, podemos estar conscientes da nossa respiração, de nossos pés no chão e do balanço das nossas mãos. Isso revitaliza corpo e mente, pois focados na respiração não nos preocupamos nem com o futuro nem com o passado.

Atentos, estamos em contato com a forma como nos sentimos fisicamente, se estamos pegando leve no treino ou indo forte demais, entre outras percepções que a prática da atenção plena nos propicia. A meditação mindfulness mostra o quão poderosa nossa mente é quando se decide se relacionar com o nosso corpo. 

 

Leia mais

Corrida e meditação: correr é meditar em ação

Meditação e performance

 

3. A apreciação que traz contentamento

Durante a corrida é importante apreciar o que estamos fazendo – e se divertir, principalmente. Os pensamentos são poderosos e os efeitos de como você pensa são sentidos imediatamente. A apreciação do momento traz uma nova perspectiva para a mente e podemos usá-la para nos sentirmos bem, não importa o que esteja acontecendo em nossas vidas. Cultivar a disciplina necessária para apreciar e relaxar, perceber os benefícios saudáveis do que estamos fazendo para nosso corpo e sentir prazer pelo que está fazendo são algumas das dicas de treinamento mental que podemos fazer enquanto corremos.

4. Desafie-se

Outro aspecto da construção de sincronicidade corpo-mente é perceber os benefícios de desafiar-se. Sem apreciar desafio, a meditação ou qualquer atividade física torna-se rotina, e isso é ruim. “Dizemos que quando entramos em uma rotina, a alegria e o contentamento se evaporam”, disse o monge zen. O desafio adiciona um pouco de ousadia, diversão e nos permite expandir para além de nosso apego ao conforto, sem medo de novas experiências.

A cada corrida ou meditação sempre haverá desafios e eles não devem ser vistos como problemas, mas novas fronteiras para crescer e fortalecer – corpo e mente. Desafiar-se é aprender a olhar o lado positivo e tentar melhorar. Na corrida, isso funciona quando queremos ir além ou mais rápido; mentalmente, o desafio é permanecer no presente e aceitar a forma como as coisas são. Quando aprecisamos o desafio fortalecemos ainda mais essa vontade. 

5. Tenha um propósito

Meditando ou correndo é ideal ter um propósito. Em ambos os casos, o objetivo é o bem-estar, mas o propósito de cada treino ou de cada meditação pode variar dia após dia. Por exemplo, o objetivo de uma corrida pode ser uma distância maior, ou mesmo correr em lugares novos e apreciar o ambiente. Ou fazer uma distância nunca feita, ou ficar mais ao ar livre; não importa o motivo, apenas tenha um propósito para trazer esse elemento lúdico aos treinos – e divertir-se durante a prática.

 

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

Clube O2

Garanta sua jaqueta do Clube O2

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!