Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Hérnia de disco é um dos principais problema ligados à coluna

Foto: iStock

Segundo o IBGE, estima-se que 5,4 milhões de brasileiros sofram com dores em diversas regiões das costas, o que impede muita gente de fazer atividades simples, como se abaixar para erguer um objeto. A hérnia de disco é um dos principais problemas relacionados à coluna.     

Resultado do deslocamento de um dos vários discos intervertebrais que compõem a coluna, a hérnia pode ocorrer devido a um levantamento de peso de forma inadequada, sobrepeso, atividades com carga repetitiva e até tabagismo. Em alguns casos, pode estar ligada a fatores genéticos.

De acordo  William Jacobsen Teixeira, ortopedista do Hospital do Sírio-Libanês, as alterações degenerativas que a coluna sofre eventualmente com o tempo é a origem mais comum das lesões. “Outras causas de doença discal são traumatismos, infecções e problemas congênitos ou do desenvolvimento”.

Possuem graus variados, que são:

  • Hérnia protrusa, o tipo mais comum acontece quando o núcleo do disco permanece intacto apesar de pequenas perdas.
  • Hérnia extra, que apresentam um núcleo deformado
  • Hérnia sequestrada, quando há perda continuidade do disco, que pode chegar a se dividir em duas partes.

 

Leia mais

Lesão no menisco: possíveis causas e como tratá-las

Osteopatia: o que é, para que serve e seus benefícios

Dor no nervo ciático: conheça as causas e tratamentos

 

Sintomas e tratamento da hérnia de disco

“Quando possui sintomas, é preciso tratá-la por apresentar dores frequentes e resultar na perda da sensibilidade.”, explica Teixeira.

Apesar de variar de acordo com o local da lesão, os sintomas podem ser formigamentos, dormência, ardência e dores irradiadas para outras partes do corpo. Quando a lesão atinge a coluna cervical, a região superior do corpo pode ser atingida, como os braços, as mãos e os dedos. Ao atingir a coluna lombar, a dor pode irradiar nas pernas e nos pés.

Para identificar o local lesionado da coluna, o médico determinará o diagnóstico a partir do histórico do paciente, das características dos sintomas e de exames como ressonância magnética.

Maria Rita Montenegro, fisioterapeuta e professora de pilates, explica que o tratamento costuma ser tradicional, com sessões de fisioterapia e medicamentos para alívio da dor. “Após a fase aguda, o paciente deve ser encaminhado para um programa de atividade física para alongamento e fortalecimento da musculatura de sustentação da coluna realizado por um profissional experiente”, orienta a fisioterapeuta.

Apesar de a maioria dos pacientes apresentar melhora dos sintomas apenas com o tratamento, em alguns casos é indicado a cirurgia. “Praticamente 95% das pessoas com hérnia de disco não precisam realizar a cirurgia na coluna vertebral”, afirma Montenegro.

Professora de pilates, Maria Rita destaca o exercício como um método benéfico para o tratamento. Ao aprender a se movimentar corretamente durante o dia a dia e a posicionar a coluna de acordo com suas necessidades, o paciente consegue fortalecer a musculatura abdominal e os músculos fracos.

Hérnia de disco é indicada como o principal problema ligado à coluna
Pilates é um dos métodos mais conhecidos para o tratamento de hérnia de disco

 

Por conta das dores e da limitação, apenas o profissional pode determinar a intensidade dos exercícios e como ele trabalhar em conjunto com o tratamento. “Nesse caso, o pilates é uma atividade que pode ser feita paralelamente à outras, como a corrida”, finaliza.

*Fontes: Dra. Maria Rita Montenegro Isern Mastrangelo Rivaben, fisioterapeuta e instrutora de pilates no The Pilates Studio Brasil (unidade Higienópolis); Dr. William Gemio Jacobsen Teixeira, ortopedista do Hospital do Sírio-Libanês. 

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!