Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

Conheça todas nossas newsletters!

A maratona é para todos os corredores?

Ano após ano, as maratonas mais importantes do mundo recebem dezenas de participantes. Mas esse número cada vez maior de corredores é algo realmente bom? Para alguns especialistas a resposta é não.

Quem levanta a bola agora é Domingo Sanchez, treinador espanhol especializado em fitness e corrida de rua. Ele defende que a maratona requer uma preparação muito bem feita e exige bastante do corredor. Mas a grande difusão de corredores em provas de longa distância mostra que muitos deles não entendem o risco envolvido em corridas de 42 km sem estar devidamente preparado. A constatação desse fato vem, inclusive, das próprias maratonas, como a de Sevilha, que teve uma taxa de abandono de 27% em sua última edição, o que significa que um em cada quatro corredores não completou o percurso.

Esse é um fiel reflexo do que está acontecendo na crescente popularização das provas. Terminar uma maratona é um desafio pessoal e emocional que muitas pessoas desejam superar. Com certeza isso reforça a autoestima, mas, ao mesmo tempo, se feito de forma inadequada, é agressivo para o sistema musculoesquelético e acaba se mostrando nada saudável.

Como é sabido, superar 42 km correndo no asfalto é agressivo para o sistema muscular. Ainda mais se o corpo não estiver preparado e precisar suportar a fadiga muscular. É por isso, inclusive, que diversos maratonistas não conseguem passar pelo temido muro dos 30 km. Aliás, até mesmo corredores experientes sofrem ao correr os 42 km se não usam uma estratégia eficaz, como aconteceu na Maratona de Austin, quando a queniana Hyvon Ngetich completou o percurso engatinhando.

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor  MARATONA EM UMA SEMANA
icon texto_menor  O QUE LEVAR NA MALA DE VIAGEM PARA UMA MARATONA
icon texto_menor  VOLTE AOS TREINOS DEPOIS DA MARATONA

O que fazer?
Para que o número de maratonistas inexperientes não seja cada vez maior, o melhor seria mudar a ideia de que todos devem completar uma maratona a qualquer custo. É preciso estar pronto para correr uma maratona e essa preparação deve ser feita de forma gradual e moderada.

Para solucionar o problema, alguns técnicos chegaram a propor, inclusive, que os maratonistas fossem federados, algo que traria uma certeza maior de que aquele corredor está apto a completar (bem) os 42 km. Isso porque correr é uma habilidade que exige conhecimentos mecânicos e técnicos. E superar uma maratona exige, ainda, um preparo físico detalhado, assim como uma alimentação balanceada, já que o corpo precisará de todos os nutrientes disponíveis para produzir energia para completar a distância.

Como bem diz o fisioterapeuta canadense, Diane Lee, “é preciso estar em forma para correr e não correr para estar em forma”.

A questão é polêmica. Se quiser contribuir com o seu ponto de vista, escreva aí no campo de comentários suas ideias.

(Fonte: atletas.info, site parceiro na Argentina)

Clube O2

Comece o ano economizando!

Compartilhe por email!