Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Como escolher óculos escuros para correr

Escolher um modelo de óculos escuros para o uso no dia a dia não é tarefa simples. E quando pensamos no uso do acessório para a prática esportiva, ainda mais fatores precisam ser levados em conta. Peso, formato, aderência ao rosto e as cores das lentes precisam entrar nessa conta, que tem como resultado conforto, segurança e proteção.

Como escolher óculos escuros para correr

1. Peso

Correr exige esforço, não importa se você ainda está se preparando para sua primeira prova de 5 km ou quer baixar o tempo na maratona. E carregar peso extra, especialmente no rosto, pode ser desconfortável, além de forçar os músculos da região cervical. Por isso, dê preferência a modelos leves. Os produtos da linha EVZero, da Oakley, por exemplo, têm peso aproximado de 22 gramas para você usá-los durante treinos e provas com conforto e não precisar mudar sua dinâmica de movimentos.

 

2. Lentes

O uso da lente correta é fundamental em óculos para a prática esportiva. Além da proteção aos raios UVA e UVB, as melhores tecnologias do mercado têm cores e filtros que ajudam os atletas em seus ambientes mais comuns de provas. Um exemplo é a Prizm, que tem modelos diferentes para locais diversos de treinos. A Road, por exemplo, realça o cinza do asfalto e o amarelo das faixas de marcação. A Trail, por outro lado, diferencia melhor o verde e o marrom encontrados nas trilhas e corridas de montanha.

3. Aderência ao rosto

Pode não parecer ao primeiro olhar, mas corrida é uma sucessão de pequenos saltos. E isso se intensifica conforme você aumenta o ritmo. Por isso, os óculos escuros ideais para usar durante treinos e provas têm algumas diferenças em relação aos modelos convencionais. O suporte nasal é feito em borracha – foi isso que criou o primeiro modelo de óculos escuros esportivo da história – para ter um melhor grip.

Em alguns modelos, os pontos de contato da haste (ou toda ela) com o corpo também têm material que facilita a aderência. Assim, diminui o risco dos óculos ficarem pulando no rosto conforme você corre ou escorregarem à medida que o suor aparece no seu rosto.

4. Formato

Não é à toa que a maioria dos atletas profissionais utiliza óculos largos, cujas lentes avançam sobre a lateral do rosto. Este formato, derivado da máscara, oferece proteção aos olhos contra insetos, galhos e poeira vindos de qualquer direção. Isso é especialmente importante para quem corre na natureza, seja em trilhas e montanhas, ou até mesmo na praia. O formato também impede que raios solares entrem pelos lados e atrapalhem a visão. O Radar, o Jawbreaker e o EVZero são modelos que seguem bem este conceito, aliando proteção e melhora de desempenho.

Leia mais

Por que você deve usar óculos escuros quando for correr

Linha do tempo: os óculos escuros no esporte

Clube O2

Escolha já seu Frequencímetro!

Compartilhe por email!