Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

Agachamento no crossfit: por que quebrar a paralela

Foto: Shutterstock

Durante um treino simples de técnica de agachamento no crossfit, você aprendeu que é necessário quebrar a paralela. Isso significa superar o ângulo de 90 graus, fazendo com que o glúteo ultrapasse a linha dos joelhos.

Com certeza você já teve algum movimento invalidado por não quebrar a paralela ou ouviu o seu coach explicar mais de uma vez que aquela era a forma correta de agachar. Mais do que uma regra em movimentos de squat, a quebra da paralela é um benefício físico e funcional.

Antes de mais nada, esse post vai além do famoso “no rep”. O agachamento no crossfit completo, superando o ângulo de 90 graus, traz benefícios para o seu treino, como a melhora da mobilidade e a diminuição da pressão sobre sua coluna e também sobre os joelhos.

 

Leia mais

Sapatilhas de LPO: saiba quando usar no WOD

Cinto de crossfit: saiba as vantagens e desvantagens

Evento no Rio une natureza, diversão e crossfit

 

A primeira e mais importante explicação é a diminuição da pressão sobre os joelhos e sobre a coluna. Quebrando a paralela, você mantém a pressão e o equilíbrio do corpo sobre a planta dos pés, diminuindo as chances de lesões.

Além disso, o agachamento é essencial em diversos movimentos do crossfit. Em exercícios de levantamento de peso com carga alta, como snatch ou clean, a técnica de squat é recomendada para encurtar o movimento de puxada, distribuindo o uso da força durante os movimentos.

Os benefícios não ficam só no LPO. Wall balls, pistols e outros exercícios tendem a sair com mais facilidade com os joelhos fortalecidos após o agachamento quebrando a paralela. Mais benefícios e menos “no reps”.

Calendário

Encontre um evento perto de você!

Compartilhe por email!