Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Praticar exercícios físicos pode ser fonte de juventude, diz estudo

Foto: Shutterstock

Pesquisadores americanos parecem ter descoberto a “fonte da juventude”. Segundo eles, praticar exercícios físicos é uma maneira simples e prática de retardar o envelhecimento das células.

Segundo o estudo, publicado no Preventative Medicine, praticar exercícios pode deixar uma pessoa até 9 anos mais jovem. A explicação? O envelhecimento está relacionado com os telômeros das células, cuja principal função é impedir o desgaste do material genético e manter o cromossomo estável. Quando envelhecemos, os telômeros encolhem – e quanto menores eles ficam, mais uma pessoa envelhece.

Estudo

Foram examinados dados de 5.823 adultos que participaram da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição, do Centro de Controle e Prevenção (CDC) no período de 1999 a 2002, com idade entre 20 e 84 anos.

Os participantes foram questionados sobre questões demográficas e estilo de vida (tabagismo, obesidade, uso de álcool, sexo, raça e outros fatores), incluindo a frequência e intensidade com que se exercitavam. Eles também forneceram amostras de DNA, a partir das quais os pesquisadores mediram o comprimento dos telômeros.

 

Leia mais

Barato da corrida? Descubra por que correr dá tanto prazer

4 benefícios da corrida de rua para a sua vida

 

No estudo, as pessoas que praticavam exercícios de alta intensidade tinham telômeros significativamente maiores do que aqueles sedentários, que tinham cerca de 140 pares de DNA a menos nas extremidades de seus telômeros em comparação com os mais ativos: uma diferença de nove anos de envelhecimento celular.

“Sabemos que, em geral, as pessoas com telômeros mais curtos morrem mais cedo e têm maior probabilidade de desenvolver muitas doenças crônicas. Não é perfeito, mas é um índice muito bom de envelhecimento biológico”, explicou o autor do estudo, Larry Tucker, professor de ciência do exercício na Brigham Young University.

Telômeros são “tampas protetoras” encontradas nas extremidades dos cromossomos que ajudam a mantê-los estáveis. Cada vez que uma célula se divide, os telômeros ficam mais curtos. Com o passar dos anos, eles se tornam muito pequenos para proteger os cromossomos e as células envelhecem e morrem.

Um alto nível de atividade física foi estabelecido na pesquisa como uma corrida de rua com ritmo moderado, entre 30 e 40 minutos por dia, pelo menos cinco dias por semana.

“Quanto mais fisicamente ativos, menos envelhecimento biológico ocorre em nossos corpos. E sabemos que o exercício pode ajudar com isso; parte disso pode ser devido ao seu efeito sobre os nossos telômeros”, disse em comunicado para a Brigham Young University.

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!