Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Sua garrafa de água pode ter mais bactérias do que você imagina. Entenda

Foto: Shutterstock

Se você tem o costume de usar a mesma garrafa de água por muito tempo sem lavá-la, é melhor rever o seu hábito. Um estudo feito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) aponta que os shakers reutilizáveis e as garrafas de água podem ser mais sujas do que você pensa.

Os pesquisadores pediram a 30 pessoas matriculadas em uma academia que entregassem suas garrafas para uma bateria de testes. Ao fim dos testes, os responsáveis pelo estudo descobriram que 83% das garrafas plásticas estavam contaminadas por bactérias.

As bactérias mais encontradas foram estafilococus aureus, presente em 27% das garrafas, e escherichia coli, que apareceu em 17% das embalagens. Ambas são capazes de causar infecções intestinais.

“Nós fizemos o teste em um cenário real, recolhendo garrafas aleatórias daqueles que estavam chegando à academia. Fizemos isso para evitar uma limpeza excessiva intencional”, contou Gilmar Weber Senna, professor da UFRJ e autor do estudo, à Runner’s World Brasil.

Os pesquisadores recomendam que as pessoas lavem as mãos antes de manusear as garrafas e que as limpem antes de beber água. Outra alternativa é simplesmente evitar o uso de garrafas de plástico, já que as bactérias se instalam com mais facilidade neste material. 

Uma das alternativas mais seguras é apostar em acessórios feitos de vidro, como o Mug que compõe o kit do Circuito das Estações 2019

A superfície lisa deste material, assim como do aço, ajuda a afastar o problema do acúmulo de bactérias.

 

Leia mais

Vídeo: dicas e exercícios para definir o abdômen

Por que os homens devem beber mais água que as mulheres

Água com limão: conheça os benefícios do consumo diário

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!