Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Estudo: ômega-3 pode ajudar a manter a massa magra

Foto: Shutterstock

Encontrado facilmente em farmácias, lojas especializadas e em alguns alimentos, o ômega-3 pode ser um aliado na recuperação muscular durante uma lesão.

Segundo um estudo publicado em fevereiro na revista científica FASEB, o ácido graxo que não é produzido pelo organismo pode evitar a perda muscular durante pausas na rotina de exercícios.

Os pesquisadores avaliaram um grupo de 20 mulheres jovens, saudáveis e que praticavam atividade física regularmente. Metade do grupo tomou 5 g do suplemento por um mês, enquanto a outra metade tomou a mesma dose de um suplemento de óleo de girassol.

Após esse processo, as participantes tiveram uma perna imobilizada com uma joelheira por duas semanas. Durante o período, as mulheres não realizaram atividades físicas, apenas movimentos naturais da rotina, como pequenas caminhadas.

Esse método simula uma situação na qual um atleta lesionado tem seus treinos interrompidos e sua mobilidade reduzida. Após a pausa, as atletas retornaram à sua atividade diária normal e se exercitaram por um período de recuperação de duas semanas.

Leia mais

Eliud Kipchoge leva vida simples e rigorosa com sua equipe de atletismo

Teste de suor: avaliação de profissionais à disposição de amadores

Treino de força: dicas para corredores

Os pesquisadores descobriram que quem utilizou o ômega-3 não apresentou perda significante dos músculos das pernas. Já as que usaram o óleo de girassol, perderam 6% de massa magra.

Um dos autores do estudo, Chris McGlory, da McMaster University, no Canadá, disse que isso acontece porque o ômega-3 aumenta a síntese proteica no corpo, auxiliando a construir e reparar os músculos.

A nutricionista Gabriela Cilla explica que o DHA (ácido docosahexaenoico), um dos componentes do ômega-3, reduz a inflamação dos músculo. Dessa forma, as dores musculares são menores e o suplemento faz com que a perda da massa magra seja quase nula.

“O recomendado para quem pratica atividades físicas seria um ômega-3 de 1000 mg e com quantidades iguais de EPA (ácido eicosapentaenoico) e DHA logo após o treino, ou antes de dormir”, aconselha.

*Fontes: Gabriela Cilla, nutricionista e gastróloga da Clínica NutriCilla(CRN 47281).

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!