Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Corrida para mulheres em cada fase da vida

Foto: Shutterstock

A corrida para mulheres pode ser de grande auxílio uma vida mais saudável. O esporte traz benefícios que melhoram a qualidade de vida da mulheres (além do benefício de se sentirem mais fortes e capazes de conquistar novos objetivos). A seguir, confira as principais vantagens da corrida para mulheres de diferentes idades.

Corrida para mulheres: por que começar agora mesmo!

Adolescência

Do ponto de vista médico, praticar exercícios físicos na adolescência garante uma vida mais saudável e com menos riscos de doenças nas fases seguintes. “O hábito pela prática de exercícios físicos deve começar até antes disso, com as atividades curriculares do programa de Educação Física escolares, por garantir a prevenção de doenças futuras”, explica o médico do esporte Marcelo Aragão. É neste momento que começam as transformações do corpo feminino e hormônios como estrogênio e progesterona passam a ter influência sobre a composição corporal — e, também, sobre o estado emocional. Por aumentar a produção de serotonina, a corrida serve como um remédico natural no combate à mudanças de humor e tensão, típicos desta fase. “A prática da corrida para mulheres aumenta a produção de serotonina no corpo, reduzindo a intensidade da tensão pré-menstrual”, esclarece Aragão.

 

Fase adulta

Ao desenvolver melhor condicionamento por meio dos treinos de corrida, a mulher adulta (que se depara com inúmeras tarefas e obrigações) passa a ganhar um aliado no dia a dia. A conquista de um corpo mais forte gera maior disposição para as tarefas. “Existe uma melhoria do condicionamento aeróbio que da mais ânimo para a mulher nesta fase”, afirma o treinador Norton Freitas. A corrida pode, ainda, ajudar na prevenção de algumas doenças mais comuns, como osteoporose, doenças cardiovasculares e diabetes. “Na fase adulta, o esporte atua no controle dos fatores de risco para doença cardiovascular, atenuação do stress emocional, fortalecimento dos ossos, redução da gordura corporal e controle do peso”, explica Aragão.

 

Leia mais

Vida corrida: 10 dramas e alegrias que só quem corre entende

Batata-doce: aposta (certa!) para os corredores

Testamos a aula que queima até 500 cal em 30 min

 

Terceira idade

“Atividades de impacto, principalmente a corrida, estão diretamente ligada à prevenção da osteoporose”, fala Aragão. A manutenção dos exercícios físicos nesta idade pode ser de grande auxílio, ainda, na melhora da autoestima e no combate à ansiedade e depressão. Por fim, a prática do esporte durante a menopausa estimula a produção de hormônios que auxiliam na recuperação muscular, na manutenção de massa magra e óssea. Importante, porém, que a mulher nesta fase, sobretudo se nunca praticou atividades físicas, tenha aval médico e acompanhamento para iniciar as atividades.

(Fonte: Treinador Norton Martins de Freitas; Dr Marcelo Aragão, Médico do Esporte e Fisiologista do Exercício)

Clube O2

Clube O2 + Tênis Saucony!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!