Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Está na menopausa? Aposte na atividade física

Foto: Shutterstock

A menopausa é um processo natural e inevitável na vida das mulheres. Entretanto, é um momento delicado e temido entre muitas de nós, pois o corpo sofre várias mudanças hormonais que causam desconfortos. Para compreender e passar por essa fase de forma tranquila, a ginecologista e médica do esporte Natália Tavares Gomes esclareceu algumas dúvidas (e como o esporte é importantíssimo para amenizar os sintomas!).

O que é a menopausa?

Muitas mulheres não sabem, mas a menopausa é definida como a última menstruação, que acontece por volta dos 50 anos. Para ter certeza de que você está passando por essa fase, é preciso estar há 12 meses sem menstruar. Este é o claro sinal que vem acompanhada de outras influências sobre o corpo: a produção de hormônios cai significativamente, e cada mulher reage de uma forma a essa queda.

 

Os sintomas

A sensação de calor anormal independentemente do clima, conhecida como fogacho, é a que mais atinge a mulherada. Esse calorão pode durar entre três e cinco anos, mas algumas mulheres podem sofrer por mais tempo
— 10 anos. Entram no time as alterações de humor, como irritabilidade e depressão. Tonturas, dores de cabeça, redução da libido (acompanhada de ressecamento da mucosa que reveste a vagina) e insônia também podem fazer parte do pacote da menopausa. Os sintomas listados dependem de fatores variados: genética, doenças autoimunes e infecciosas podem contribuir para os desconfortos. 

 

Leia mais

Como a fisiologia de homens e mulheres impacta a corrida

5k é a distância ideal para mulheres, diz campeã

Corredoras de rua contra a opressão

 

Resultado no longo prazo

É perceptível a redução de massa magra e a mulher se torna mais suscetível a doenças cardiovasculares, causadas pela diminuição do estrogênio, hormônio que protege o coração e os vasos sanguíneos; osteoporose, decorrente também da diminuição dos níveis de estrogênio; e a tendência ao enfraquecimento ósseo. 

 

Papel da atividade física

Levando em conta que muitas mulheres não podem ou não querem realizar terapia hormonal como saída para controlar os sintomas da menopausa, o exercício físico é excelente para aliviar a pressão dos desconfortos.

Natália Tavares explica que todo exercício é válido para manter a saúde e a densidade da massa óssea. A prática frequente de exercícios físicos minimiza o envelhecimento arterial, diminui o risco de hipertensão, melhora o colesterol e diminui o tecido adiposo (gordura). A médica ainda endossa que colocar o corpo em movimento reduz em até 50% o risco de desordens mentais, como o mal de Alzheimer. 

Se você está entrando na menopausa ou já está nessa fase, Natália sugere exercícios aeróbios por 30 minutos em intensidade moderada, pelo menos, cinco vezes por semana. Pode ser caminhada, corrida, natação, tênis, ciclismo, dança e qualquer outro esporte que trabalhe amplos grupos musculares. 

Acredita-se que o ideal seja a associação de exercícios resistidos (musculação) com exercícios de impacto para obter o benefício. Por isso, aposte duas vezes por semana na musculação e outros tipos de treinamento que estimulem a força dos músculos. Entre musculação e aeróbios, não se esqueça dos exercícios de flexibilidade e equilíbrio. Pilates é um ótimo exemplo de prática que gera melhora considerável do equilíbrio e da flexibilidade, assim como o yoga. 

Clube O2

Economize nas provas e escolha seu frequencímetro!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!