Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Nicholas Santos é prata e aumenta próprio recorde no Mundial

Foto: Globo Esporte

O nadador brasileiro Nicholas Santos conquistou a medalha de prata dos 50m borboleta do Mundial de Natação de Budapeste, na Hungria, nesta segunda-feira e, com ela, reforçou um recorde do qual já era dono – ela é o atleta mais velho a subir no pódio na história do evento.  Nicholas fez 22s79, ficando atrás do britânico Benjamin Proud (22s75) e à frente do ucraniano Andrii Govorov (22s84).

Nicholas, de 37 anos, quebrou um recorde que já lhe pertencia. Ele já havia ganho a medalha de prata na mesma prova em 2015, quando tinha 35. “Estou muito feliz. Aqui é o Mundial, é uma pressão muito grande. Estou quebrando a regra”, disse em entrevista ao GloboEsporte. O atleta largou bem a prova, caiu levemente durante a metade mas cresceu nas braçadas finais. Henrique Martins, o outro brasileiro na final, chegou em 6º.

“Com certeza vou competir neste ano e no próximo ainda. Para o Mundial seguinte [em 2019], nós vamos ver”, afirmou um empolgado Nicholas. O segundo atleta mais velho a disputar esta final, o americano Tim Philips, é 11 anos mais novo.

 

Leia mais

Brasil conquista prata histórica no revezamento 4x100m masculino

Ana Marcela é tricampeã mundial dos 25km da maratona aquática

Dicas para nadar sozinho e evoluir

 

Essa foi a quinta medalha do Brasil em Budapeste. Ana Marcela Cunha conquistou 2 bronzes e 1 ouro na maratona aquático. Já o time masculino conseguiu uma prata histórica no 4x100m livre. Guilherme Guido nada, nesta terça-feira, a final dos 100m costas – ele chega com o 7º tempo.

 

Calendário

Encontre um evento de natação perto de você!

Compartilhe por email!