Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

4 provas de natação para quem gosta de desafios

Algumas provas de natação podem ir além das braçadas e oferecer uma experiência diferente e inesquecível a quem se aventurar. Entretanto, é preciso ter preparo — físico e mental — para mergulhar de cabeça nesses desafios aquáticos. Veja quais (e ouse tentar!): 

 

Oceans Seven

A Oceans Seven consiste no desafio de completar as sete principais travessias aquáticas do mundo. Apenas dez nadadores do mundo conseguiram essa façanha. Para entrar no seleto grupo, não é necessário seguir uma ordem de provas ou completar os eventos em um período pré-determinado. O importante é apenas nadar, nadar — e mais “nada”. 

E aí, encararia uma Oceans Seven? Pois então anote todos os locais por onde irá passar: Canal da Mancha, Canal de Catalina, Estreito de Gibraltar, Canal do Norte, Canal Molokai, Estreito de Cook e Estreito de Tsugaru.

50 m com obstáculos

Provavelmente você já deve ter visto uma prova de corrida com obstáculos, mas e uma desse tipo na natação? Nos Jogos Mundiais Militares essa prova é inusitada tanto para atletas quanto para os torcedores.

A modalidade é bem simples: o competidor nada 50 m em uma raia comum, sai da piscina, dá a volta em um cone e mergulha novamente para mais 50 m, com dois obstáculos na piscina. Para os oficiais brasileiros, um nadador profissional teria um bom desempenho nesta prova.

No Pentlato Militar, a parte da natação é chamada de PNU. Com a mesma ideia dos Jogos Mundiais Militares, o desafio é passar por dois troncos, uma espécie de jangada e uma mesa no menor tempo possível.

Gostou da ideia? Veja o vídeo para entender melhor.

 

Mistery 200 m medley

Uma ideia original australiana, mas adaptada e usada pela primeira vez na disputa do TYR Pro Swim Series em Austin, no Texas. Apelidada de “mistery medley” pelos americanos, a prova começa com o formato tradicional, contendo eliminatórias e oito nadadores classificados.

O mistério da modalidade vem em seguida, quando momentos antes de cair na água para a final, os nadadores sorteiam suas raias e a respectiva ordem dos quatro nados. Ou seja, os atletas participam da prova sem saber qual a ordem exata das braçadas.

A emoção da prova fica por conta da alternância de posições e pela facilidade que cada nadador tem com um estilo específico. Na Austrália, país onde foi criada a modalidade, os atletas não sorteiam a ordem dos estilos, mas escolhem sem avisar para os seus adversários. A ordem normal (borboleta, costas, peito e crawl) é proibida.

Veja mais dessa bagunça organizada aqui.

 

Natação no gelo

Nadar no gelo sob a temperatura de -29°C? Pois é, isso existe. Cerca de 500 nadadores de diferentes países, ente eles Rússia, Estados Unidos e Reino Unido, participam do festival de inverno em Harbin, na China.

Os atletas precisam encarar uma piscina completamente congelada. O objetivo da prova é chegar na frente suportando a temperatura da água. Além da natação, o evento oferece uma competição de saltos ornamentais, onde os nadadores caem em cima de placas de gelo.

Em janeiro, aconteceu a 33° edição do festival. Para se ter uma ideia da dificuldade da prova, a organização utilizou cerca de 180 mil metros cúbicos de gelo e 150 mil de neve para construir toda a estrutura.

Veja mais aqui

 

Leia mais

Poliana Okimoto é a primeira brasileira a entrar no Hall da Fama

Carioca tenta nadar o Oceans Seven, as 7 principais travessias do mundo

Recordes, campeã olímpica e Cielo agitam os primeiros dias de Maria Lenk

 

Calendário

Encontre um evento de natação perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!