Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Recordes, campeã olímpica e Cielo agitam os primeiros dias de Maria Lenk

Foto: CBDA

O Troféu Brasil Maria Lenk, principal competição do calendário brasileiro de natação, teve início na terça-feira, reunindo 328 atletas e 38 clubes em cinco dias de disputa. Com um começo animador, a disputa já teve quebra de recorde sul-americano com Fernando Scheffer nos 400m livre e Guilherme Costa nos 800m livre. Ainda teve a campeã olímpica Ruta Meilutyte brilhando na piscina e Cesar Cielo vencendo no revezamento 4x100m.

Logo no primeiro dia, além do recorde de Fernando Scheffer, atleta do Minas que nadou os 400m livre para 3min49s06, o público também presenciou a vitória de Vinicius Lanza nos 100m borboleta. Uma das promessas da natação brasileira, Vinicius conquistou a medalha de ouro com o tempo de 51s42. 

Uma das principais estrelas do Maria Lenk deste ano, a lituana Ruta Meilutyte, campeã olímpica em 2012, foi a melhor nos 100m peito feminino. A atleta do Flamengo nadou para 1min07s35.

 

Leia mais

Famosa na corrida, Asics lança linha de produtos para natação

Carioca tenta nadar o Oceans Seven, as 7 principais travessias do mundo

Poliana Okimoto é a primeira brasileira a entrar no Hall da Fama

 

Ainda no primeiro dia, o revezamento 4x100m do Esporte Clube Pinheiros formado por Cesar Cielo, Gabriel Santos, Breno Correia e Pedro Spajari estabeleceu um novo recorde do campeonato. Os brasileiros fecharam a prova em 3min14s31. 

Depois de grandes marcas no dia de abertura, o segundo dia não podia começar diferente. O atleta do Pinheiros Guilherme Costa bateu o próprio recorde sul-americano nos 800m livre. A antiga marca de 7min56s19, conquistada em março deste ano, foi quebrada em quase 4s. O nadador de apenas 19 anos venceu a prova em 7min52s54. 

Nos 1500m livre feminino,  Viviane Junglubt, que já havia vencido os 400m livre no primeiro dia, não deu chance às adversárias e ganhou novamente. A brasileira Ana Marcela Cunha ficou com a medalha de prata. 

Com um peso especial para esse ano, o Maria Lenk será classificatório para o Pan-Pacífico, Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos e para os Jogos Olímpicos da Juventude. Este é o primeiro Maria Lenk da nova gestão CBDA. A expectativa da entidade é que o torneio seja uma grande preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Calendário

Encontre um evento de natação perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!