Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Comece com o braço direito

A largada é um dos momentos mais críticos do triathlon. No meio daquele amontoado de gente brigando pelas melhores posições, é muito comum sobrar um tapa ou uma pernada — quando não os dois. São incidentes comuns por conta da ansiedade, adrenalina e afobação dos atletas, mas que podem fazer você perder a concentração e um tempo precioso logo no início da prova. Para evitar esses e outros percalços, os triatletas profissionais Adriano Sacchetto e Artur do Lago ensinam algumas técnicas que podem fazer a diferença na hora da largada.

Ligue motor e radar

Uma boa largada começa antes da prova, já no aquecimento. É a hora de “ligar” o corpo para o desafio que se aproxima. Comece correndo e aproveite para identificar como as ondas estão quebrando — e saber até onde se deve correr ao entrar na água antes de começar a natação. Depois, nade com braçadas firmes e esticadas para ajustar o ritmo e sinta para onde a água está empurrando — essa informação é imprescindível para se posicionar na largada.

Coloque-se do lado oposto desse arrasto para estar em boa posição ao contornar a primeira boia. Outra dica é procurar se informar com os atletas locais sobre as condições da água.

Em suas posições

Coloque-se o mais à frente que puder, mas avalie o seu ritmo de corrida e das primeiras braçadas. Melhor ficar um pouco para trás e não ser “atropelado” em seguida — na água isso significa tomar algumas pancadas. Assim que for dada a largada, corra o quanto puder, pois é mais rápido correr do que nadar. Quando entrar na água, corra erguendo bem os joelhos para ultrapassar as ondas.

Hora de golfinhar

No momento em que a água bater no joelho, é hora de começar a golfinhar. Salte por cima da próxima onda e mergulhe — sempre para a frente e nunca para baixo, para não correr o risco de bater a cabeça no chão. Faça esse movimento enquanto sua mão ainda tocar o chão durante as braçadas ou conseguir ser ágil entre uma golfinhada e outra — senão, ele deixa de ser vantajoso.

Início da natação

No começo, seus braços estarão mais sem força. Concentre-se em manter uma braçada firme para puxar bastante água e entrar no ritmo. Até a primeira boia, nade tão forte quanto puder – sem comprometer o restante da prova. Tente se colocar entre os dianteiros nessa hora. Assim, mesmo não sendo exímio nadador, você estará na esteira dos melhores. É um ganho de tempo razoável, ainda mais se a prova permitir vácuo no ciclismo: você sai para pedalar com o grupo mais à frente.  

Matéria publicada na revista VO2 Bike, edição 98, novembro/13

Calendário

Encontre um evento de natação perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!