Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Técnica de natação: reduza o atrito

Diminuir o arrasto do corpo na água é fundamental para uma natação fluida e eficiente. É o que lhe ajudará a ganhar velocidade e gastar menos energia durante o nado, fazendo com que você saia da água bem posicionado e sem estar muito cansado. O segredo para isso é aprender a fazer o que a roupa de borracha faz: flutuar melhor. “Isso é muito mais importante do que a força”, afirma Lucas Pretto, triatleta e diretor técnico da assessoria esportiva Preto Triathlon, que a seguir dá algumas dicas de como melhorar sua flutuação no nado.

Não fique só no crawl
O craw é o estilo de nado mais rápido e por isso utilizado de forma unânime nas provas de triathlon. Mas nem por isso deve ser o único contemplado nos treinamentos. Praticar os outros estilos — nado costas, nado peito e nado borboleta — ajudará a desenvolver a percepção corporal e entender melhor como funciona o deslocamento dentro da água, o que é fundamental para aprimorar a técnica do nado.

Fortaleça o core
Formada pelo conjunto de músculos que compõem os quadris, lombar e abdome, a região do core é considerada o “centro” do corpo e é responsável pelo equilíbrio e postura no nado. O desenvolvimento dessa musculatura melhora o alinhamento do corpo na água, o que é muito importante para diminuir o arrasto. Um corpo desalinhado tem mais contato com o meio aquático, logo encontra mais atrito e não consegue desenvolver uma boa velocidade.

Treine o equilíbrio na água
Quanto maior for o equilíbrio do corpo sobre a água, menor será o atrito durante o nado. Uma postura desalinhada, na qual um dos lados é mais penso que o outro, não só aumentará o arrasto e a energia empregada para se locomover, como também fará você perder a fluidez e a velocidade no movimento. Pratique exercícios educativos nadando com a mão fechada, o que fará com que seu corpo tente compensar a falta de apoio, ajudando a desenvolver a técnica de equilíbrio durante o nado.

Bata as pernas
Por mais que natação em águas abertas não exija o mesmo ritmo de pernadas que uma competição de velocidade em piscina, bater as pernas de forma constante durante o nado ajuda a manter o quadril alinhado com o corpo. Isso evitará que suas pernas afundem e aumentem o atrito com a água, prejudicando seu deslocamento.

Alongue a braçada
Quanto mais à frente você conseguir alcançar a água na braçada, maior será o deslize do corpo e, consequentemente, menor o arrasto. O principal fundamento de alongar a braçada é conseguir ter maior propulsão, mas estudos mostram que ela também ajuda no posicionamento aquático.

Matéria publicada na revista VO2 Bike, edição 104, julho-agosto/2014

Calendário

Encontre um evento de natação perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!