5 vitaminas para potencializar a corrida

Atualizado em 27 de junho de 2017
Mais em Nutrição

Importantes para qualquer indivíduo, as vitaminas são, para quem corre, fundamentais para dar um up no desempenho. Independente do nível técnico e dos objetivos que deseja alcançar, é muito importante adicionar algumas vitaminas em sua alimentação, não só para ganhar mais resistência e agilidade na corrida, mas, também, para aumentar a recuperação muscular e manter uma alimentação saudável.

Para garantir melhor desempenho e saúde, é preciso equilibrar algumas vitaminas e minerais no organismo. Veja cinco delas que você pode (e deve!) incluir na dieta:

Vitamina K

A principal função desta vitamina é converter proteínas solúveis de coagulação em proteínas insolúveis, favorecendo a formação de coágulos onde houver ferimentos. Sem essa vitamina os ferimentos não parariam de sangrar. Além disso, ela também participa do processo de mineralização óssea, facilitando a cicatrização de ossos e fraturas.

Principais fontes: pode ser encontrada em diversos alimentos, tanto de origem animal como vegetal. As melhores fontes são os vegetais de folhas verdes, como repolho, brócolis e espinafre. Você também poderá encontrá-la no chá verde, que ainda é um grande aliado da perda de peso.

Vitamina A

Conhecida também como retinol, a vitamina A é importante para quem corre, pois faz com que você fique com ossos saudáveis, boa visão e dá proteção total à pele contra os radicais livres.

Principais fontes: ela pode ser encontrada tanto em alimentos de origem animal, como fígado, peixe leite e derivados, como em alimentos de origem vegetal, como azeite de dendê, frutas e vegetais amarelos e laranjas.

 

 

Vitamina C

A vitamina C é, de longe, a mais popular entre os corredores, já que ela pode ajudar na corrida por participar da produção de colágeno (capaz de ajudar na firmeza da pele) e melhorar a absorção de ferro, atuando como antioxidante. Além disso, ajuda na diminuição dos danos musculares causados pelo exercício e diminui o risco de você adquirir infecções respiratórias.

Principais fontes: encontrada especialmente em frutas cítricas, como laranja, limão, abacaxi, acerola, goiaba, assim como em legumes e vegetais como pimentão, alface, agrião, cebola e rúcula.

Vitamina D

Essa vitamina auxilia na melhora do desempenho, proporcionando ao corredor maior velocidade, força e resistência. Além disso, aumenta o tamanho dos músculos de contração rápida e a força muscular. A deficiência da vitamina D pode aumentar o risco de lesões esportivas, incluindo fraturas por estresse.

Principais fontes: para garantir um bom nível desta vitamina em seu corpo, a dica é simples: tome sol (com cuidado, claro!). Apesar de ser obtida principalmente através da luz solar, você pode encontrar a vitamina em alguns alimentos, como gema de ovo, fígado, manteiga e peixes.

Vitamina E

Durante e depois de exercícios intensos, o nutriente, também conhecido como tocoferol, favorece a função imune e reduz os danos oxidativos celulares causados pelos radicais livres. Além disso, é parcialmente responsável pela regeneração de todos os tecidos do corpo, incluindo sangue, pele, ossos, músculos e nervos, ajudando de forma significativa a reduzir os sintomas de overtraining. Outra função importante é a aceleração da cicatrização de ferimentos.

Principais fontes: alimentos de origem vegetal, principalmente os vegetais verde-escuros, as sementes oleaginosas (nozes, amêndoas, avelã, castanha do Pará), os óleos vegetais (amendoim, soja, palma, milho, cártamo, girassol), as sementes, os grãos inteiros e o gérmen de trigo. Também pode ser encontrada em alimentos de origem animal, como gema de ovo e fígado.

(Fonte: Suzana Bonumá, nutricionista esportiva e especialista em Fisiologia do Exercício pela USP; Vanessa Camargo, nutricionista esportiva do Rio de Janeiro)