Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Alimentos funcionais: conheça os benefícios do gengibre

Foto: Shutterstock

Os benefícios do gengibre são iguais, tanto para atletas de alto nível, quanto para iniciantes.

Este alimento apresenta efeitos analgésicos e anti-inflamatórios, que reduzem a fadiga muscular e a dor tardia, 24h ou 48h após o exercício físico.

O gengibre nada mais é do que um caule de uma planta herbácea natural da Índia, que foi descoberto pelos europeus no século VI e chegou ao Brasil durante a colonização.

Desde esses tempos remotos, quando ainda se corria de pés descalços, a humanidade já gozava dos benefícios do gengibre nas áreas alimentares e medicinais.

Seu chá já era famoso por combater gripes, o xarope um grande aliado contra a dor de garganta e os orientais o utilizavam até como substância afrodisíaca.

Leia mais

"Remédio no prato": receitas com superfoods

Maca peruana: benefícios e modo de consumir

Pré-treino: alimentos para consumir (e evitar)

Mas, o que você realmente precisa saber é que ele também pode melhorar seu desempenho nos treinos.

A zingiberina – substância encontrada no gengibre – pode aumentar em até 20% o metabolismo por estimular a queima energética.

Gengibre

No entanto, essa aceleração do metabolismo não resultará em perda de peso se não for aliada à prática regular de exercícios e a uma alimentação saudável.

Erros alimentares frequentes podem desacelerá-lo. Então, não vá pensando que a introdução do gengibre na alimentação vai te liberar para comer guloseimas em excesso.

O gengibre aumenta a lipólise, mas não a oxidação da gordura, ou seja, deve ser associado ao exercício físico para redução da gordura corporal.

Como consumir

O consumo diário de gengibre deve ser de 2 g e pode ser incluso na sua alimentação em sopas, sucos, carnes, frango e peixes.

Quem não gosta do seu paladar mais apimentado, pode consumi-lo cozido. Estudos indicam que os efeitos são os mesmos na forma crua ou cozida.

Para se obter resultados satisfatórios, o consumo do gengibre tem que ser regular, mas a quantidade de 2 g precisa ser respeitada.

Quando consumido em excesso, a especiaria pode diminuir a coagulação sanguínea, aumentando o risco de sangramentos.

(Fontes: Mariana Lindenberg Alvarenga, nutricionista e diretora da Globalnutri Assessoria e Consultoria, e Luana Vasconcelos, nutricionista da Clínica do Instituto Alpha de Saúde Integra)

Clube O2

Garanta sua jaqueta do Clube O2

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!