Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Dieta plant based: o que é, os benefícios e possíveis riscos

Foto: Shutterstock

A dieta plant based, que vem se tornando cada vez mais popular, prioriza o consumo de alimentos de origem vegetal, sendo o mais natural e mais perto de sua forma original possível, com muitos alimentos coloridos ou “comida de verdade”.

Ou seja, são valorizados os alimentos em sua forma mais íntegra, livre de qualquer refinamento, inúmeros processamentos e aditivos artificiais. 

“Todos os alimentos de origem vegetal colaboram para o fornecimento de nutrientes essenciais, sem excessos ou carências”, explica Alessandra Luglio, a nutricionista e referência em alimentação saudável de São Paulo (SP).

Os benefícios da dieta plant based

A dieta melhora a saúde e o sistema imunológico, devido a grande variedade de alimentos de origem vegetal com grande aporte de micronutrientes, fibras, antioxidantes e compostos bioativos.

“Existem evidências e estudos que comprovam a prevenção e auxílio no tratamento de quadros de hipertensão arterial, colesterol alto e outras doenças cardiovasculares, diabetes, alguns tipos de câncer, doenças autoimunes, obesidade, entre outras”, afirma Luglio.

Os riscos da dieta

“Não existe nenhum tipo de carência ou contraindicação nesse modelo alimentar. O único nutriente que é preciso ficar de olho é a vitamina B12, que não está presente de forma efetiva nos alimentos de origem vegetal”, comenta a nutricionista.

Tal vitamina não é ponto de atenção apenas para quem é adepto da dieta plant based, já que sua deficiência causa muitos problemas para pessoas onívoras (que consome alimentos de origem animal), sendo muito importante para o sistema nervoso.

A deficiência pode causar neuropatias, que tem como sintomas mais comuns o formigamento nas pernas, queimação na sola dos pés, dificuldade para andar e incontinência urinária. Além disso, a falta da vitamina B12 pode reduzir o número de glóbulos vermelhos no sangue (anemia).

 

Leia mais

Café da manhã vegano: os benefícios, como adotar e receita prática

Vídeo: dicas e exercícios para definir o abdômen

Carboidratos à noite: pode ou não?

 

Dieta plant based e veganismo

Na dieta vegana não se consome nenhum produto de origem animal, porém não se preocupa exatamente com a qualidade nutricional do alimento. Por exemplo: uma batata chips de pacote é vegana, mas não é saudável nem natural.

Portanto, não é um alimento que entraria na alimentação plant based, a qual inclui, sim, alimentos de origem vegetal, mas em sua forma mais natural e menos manipulada possível.  

Onde encontrar os alimentos da dieta? 

As frutas, verduras, legumes, grãos, cereais e sementes pertencentes à dieta Plant Based podem ser encontrados em feiras orgânicas, mercados específicos, ou mesmo em seções especiais de mercados comuns, mas normalmente estes alimentos possuem o selo de certificação orgânico.

“Vale ressaltar que nem todos os alimentos orgânicos (por exemplo, ovos, laticínios e carnes com selo orgânico)  são necessariamente Plant Based”, acrescenta a nutricionista. 

Existe algum risco para esportistas e é adepto da dieta?

“Não há necessidade de nenhum cuidado especial diferente para um atleta vegano ou onívoro. Claro que as demandas alimentares podem ser aumentadas, de acordo com o volume de treino e objetivos do atleta, mas isso não se dá especificamente pela escolha alimentar”, informa a nutricionista.

Alessandra ressalta também que se a pessoa não estiver consumindo proteínas ou ferro na quantidade adequada pode sentir fraqueza nos treinos ou demora na recuperação, tanto em veganos, quanto onívoros. Para garantir performance nos treinos e provas, o indicado é procurar um nutricionista para adequar as quantidades de nutritivas para cada atleta. 

 

*Fonte: Alessandra Luglio, nutricionista (CRN: 6893).

Clube O2

Combo 2 em 1 Clube O2

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!