Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Amorelli e Pâmella são bicampeões do Ironman 70.3 Florianópolis

Foto: Fábio Falconi/Unlimited Sports

Os lugares mais altos do pódio do Ironman 70.3 Florianópolis ficaram novamente com Igor Amorelli e Pâmella Oliveira. Os atletas brasileiros, campeões em 2018, venceram a competição neste domingo, estabelecendo novos recordes para a prova, uma das mais desejadas por triatletas da América do Sul.

Amorelli, que passou seis meses sem competir, terminou os 1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21,1 km de corrida em 3h46min21s (25 segundos mais rápido que o ano anterior), estabelecendo novo recorde da prova. O francês Yvan Jarrige foi o segundo, com 3h49min45s, e o brasileiro Bruno Matheus ficou em terceiro com 3h51min38s.

“É muito bom voltar a competir depois de um bom tempo e vencer. Eu estava mais preparado do que esperava e estou feliz com o resultado. Agora é retomar os treinos, pois daqui quatro semanas estaremos aqui de novo para o Ironman”, disse Amorelli, referindo-se ao Ironman Brasil, competição também realizada em Florianópolis e com o dobro da distância do Ironman70.3.

Na disputa feminina, o título do Ironman 70.3 Florianópolis também ficou em casa, e pelo segundo ano consecutivo.  A capixaba Pâmella Oliveira, quarta colocada no último Campeonato Mundial de Ironman 70.3, dominou a prova de Santa Catarina, completando o trajeto em 4h18min24s, tempo 4min29s mais rápido do que seu recorde na temporada passada.

“É maravilhoso vencer aqui novamente. Eu queria voltar a me sentir como uma quarta colocada do mundo e foi bom, pois me senti assim na natação, e na bike nem se fala. Cansei um pouco na corrida, mas faz parte. Estou muito satisfeita e animada para o Ironman Brasil. Eu não estava tão ligada na questão do recorde e ouvi a galera gritando e aproveitei para acelerar. É sempre bom elevar o nível das provas”, disse a bicampeã.

O pódio da prova feminina em Florianópolis foi 100% nacional, já que Pâmella teve a companhia de Luiza Cravo, vice-campeã com a marca de 4h21min06s, e Gisele Bertucci, terceira colocada com 4h37min58s.

Pâmella, agora bicampeã em Floripa (Foto: Fábio Falconi/Unlimited Sports)
Leia mais

Detecção, seleção e promoção de talentos: como estamos fazendo isso por aqui?

Pâmella Oliveira celebra conquistas e melhor ano de carreira no triathlon

Frodeno vence Mundial de Ironman 70.3; Amorelli é o 11º

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!