Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Igor Amorelli é campeão no Ironman 70.3 Equador

O brasileiro Igor Amorelli conquistou o Ironman 70.3 Equador, neste domingo. O atleta nacional venceu a prova disputada em Manta ao completar 1.9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21.1 km de corrida em 3h52min30s. Os australianos Tim Rea e Paul Matthews ficaram com a segunda e terceira colocações da prova, com os tempos de 3h55min36s e 4h00min09s, respectivamente.

A vitória em Manta foi a segunda do brasileiro na temporada – ele também conquistou o Ironman 70.3 de Florianópolis. Ele ainda subiu ao pódio na segunda colocação do Ironman Brasil e do Ironman 70.3 Bariloche em 2018.

“O resultado foi muito bom e condiz com o que temos feito nos treinamentos visando ao Mundial de Kona. Acertei a prova e consegui ter um bom equilibro nas três disciplinas. Esse ano mudamos algumas coisas no treinamento e parece que está dando certo. São quatro provas com quatro pódios e dois títulos”, avaliou Igor.

No Equador, Igor Amorelli esteve entre os ponteiros desde o início da prova. Ele acabou a etapa de natação no pelotão da frente e usou os 90 km de ciclismo para se distanciar de Tim Rea e Paul Matthews. Na corrida, o brasileiro aumentou sua vantagem para os concorrentes para conquistar uma vitória sólida.

“A prova foi muito boa pelo que nos propomos a fazer. A parte final do pedal teve um pouco de vento, mas nada que atrapalhasse muito. A corrida também foi boa, podia ser um pouquinho mais baixa, mas estava dentro do planejado. Eu não descansei nenhum dia desde o Ironman Brasil e os treinos estão indo muito bem”, disse.

 

Leia mais

Vinhal é sétimo no Ironman da Áustria e garante vaga em Kona

Destaque do Ironman é atropelado na Nova Zelândia e está em estado grave

Dicas de como correr mais rápido e com menos impacto

 

O foco de Igor Amorelli agora está nos Campeonatos Mundiais de Ironman 70.3, na África do Sul, e de Ironman, em Kona, no Havaí. A primeira prova ocorre em 2 de setembro. A segunda, em 13 de outubro.

Antes de viajar à África do Sul, no entanto, o brasileiro deve encarar mais um evento 70.3, provavelmente nos Estados Unidos entre o fim de julho e o início de agosto.

“Estamos no caminho certo, acredito que esse é o ano mais constante da minha carreira, mas como sempre falo, de nada adianta se não formos bem nos Mundiais”.

Bruna Mahn é oitava na Alemanha

Outro bom resultado para o Brasil no fim de semana foi conquistado pela paulista Bruna Mahn, que foi a oitava colocada do Ironman Frankfurt, Campeonato Europeu da franquia. Ela completou a prova em 9h43min14s. A vitória foi da suíça Daniela Ryf, com 8h38min44s.

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!