Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Como é a preparação para um Ironman 70.3?

O Ironman 70.3 é uma prova extremamente tradicional e que mexe com muito triatleta. E quando esse Ironman 70.3 acontece no Brasil, o desejo aumenta ainda mais. O nosso expert Arthur Borelli decidiu encarar os 1.9 km de natação, 90 km de bike e 21 km de corrida no calor do Rio de Janeiro, no dia 6 de novembro, e conta como se preparar para tudo isso.

O interesse por provas longas
Borelli sempre esteve muito ligado ao esporte e já tem experiência no triathlon: em 2013, disputou o Ironman Florianópolis na distância full (o dobro do 70.3). Um acidente, no entanto, esfriou seu interesse pela modalidade.

“Durante a preparação para um Ironman, tive uma queda de bike e a minha história no triathlon foi interrompida. Fiquei muito desmotivado e demorei um tempinho para voltar a ter o desejo de competir novamente. Mas agora estou mais motivado do que nunca e competir na cidade maravilhosa cercado de amigos vai ser uma experiência incrível”, diz.

Treinamento
O expert do Ativo.com começou a treinar especificamente para o Ironman 70.3 do Rio há 3 meses – periodização média para atletas que já têm base e volume de treino avançados. Borelli treina pouco mais de duas horas por dia, sempre em duas modalidades.

“Tenho um volume médio mensal de 15 a 18km de natação, 200 a 250km de bicicleta e de 40 a 50km de corrida”, conta.

 

Leia mais

Dicas do campeão Cid Barbosa para treinar e enfrentar o Itaipu Ironman 70.3 Brasil Paraguay

Confira as provas Ironman vs Challenge na América do Sul em 2016

Dicas finais do treinador e atleta Cid Barbosa para enfrentar a prova do Ironman 70.3 Palmas

 

Exercícios complementares
Como a carga de treinamento é muito grande, pequenas lesões são uma ameaça permanente. Pensando nisso, muitos técnicos e professores recomendam a prática de exercícios complementares. “Eu faço apenas fortalecimento dos músculos e alongamentos na própria academia em que treino”, explica.

Objetivo
Borelli traçou uma meta para a prova, mas diante do esforço e da dificuldade de um Ironman 70.3, ele tem uma regra caso surjam imprevistos em sua performance.

“Pretendo fechar a prova abaixo de 4 horas e 30 minutos, mas levo comigo para qualquer competição que disputo que o respeito com o corpo deve ser proporcional às minha ambições pessoais”, aconselha o expert.

Para saber mais informações sobre o Ironman Brasil 70.3, marcado para o dia 6 de novembro, no Recreio dos Bandeirantes, clique aqui e acesse o site oficial da prova.

 

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!