Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Quantos tipos de bicicleta existem? E qual o melhor para você?

Existem muitos tipos diferentes de bicicleta, com vantagens e desvantagens específicas, que podem afetar muito a qualidade do seu pedal. 

Se você está pensando em comprar uma bicicleta, é importante levar algumas coisas em consideração: saber para que você vai usá-la (Lazer? Deslocamentos?) e em que tipo de terreno pretende usá-la (Trilha? Asfalto? Estrada?). Com isso em mente, é possível fazer uma decisão informada e encontrar uma bike que se adapte às suas necessidades. 

Na hora da compra, lembre-se também de que bicicleta tem tamanho, e procure adquirir a sua em uma loja especializada, onde os vendedores saberão te aconselhar sobre qual bike levar.

Veja abaixo qual tipo de bicicleta se adequa ao pedal que você quer fazer.

 

Tipos de bicicleta:

 

>> Estrada

Bicicletas de estrada são boas para muitas atividades, incluindo competições, treinos, cicloviagens e deslocamentos urbanos. Costumam ter guidões leves e em formato “drop”, que forçam o ciclista a se curvar e adotar uma postura mais aerodinâmica no selim – ótimo para quem quer ir mais rápido. O guidão drop também oferece uma gama maior de pegadas possíveis, mas pode ser ruim para quem é menos flexível ou sofre de dor nas costas, já que acaba exigindo mais dos músculos da região.

Dentro da categoria há algumas subcategorias: bikes de corrida, leves e aerodinâmicas, muitas vezes feitas de carbono; bikes de endurance, que contam com muitas características das bikes de corrida porém têm geometria mais confortável (para aguentar muitas horas de pedal); bikes de ciclocross, ágeis porém mais robustas, feitas para aguentar condições extremas; e bikes de touring ou cicloviagens, feitas com materiais fortes, que aguentam o peso de vários tipos de bagageiros. 

 

>>> Cannondale CAAD Optimo Sora 2018, R$ 6.000

 

 

>> MTB

Conhecidas por serem bicicletas robustas, as mountain bikes costumam apresentar características de absorção de choque e sistemas de freio sofisticados, para passar com tranquilidade por terra, lama, raízes e pedras. Também costumam ter relações leves, para que as subidas pelas trilhas não sejam muito sofridas, e geometria que facilita subidas, descidas e mudanças bruscas de direção.

As mais comuns são as mountain bikes para trilhas, pensadas para todo tipo de terreno, com subidas e descidas misturadas, e dias de muita diversão. As mountain bikes de cross-country (ou XCO) têm o mesmo estilo mas focam em velocidade (também nas subidas), o que é facilitado por sua geometria e peso leve. As fat bikes têm pneus largos que são perfeitos para andar sobre areia, neve ou terrenos muito acidentados.

>>> Cannondale Catalyst 3 2018 R$ 2.100

 

>> Híbrida

Misturando características de bicicletas de estrada e de MTB, as híbridas são “pau para toda obra” e podem ser usadas em diversos terrenos. É comum somarem pneus finos, para garantir velocidade, com um guidão reto, que facilita curvas rápidas. Sua geometria proporciona uma postura confortável, com a cabeça erguida, fundamental para deslocamentos urbanos. Há muitos modelos de bicicletas híbridas, com combinações diferentes de peças como freio a disco, bagageiros e para-lamas. Procure uma que tenha as características de que você necessita. 

>>> Specialized Sirrus Sport R$ 5.000

>> Dobrável

Suas principais características são o tamanho pequeno e a capacidade de ser dobrada para caber em um carro, armário ou vagão do metrô, o que as torna extremamente práticas. São indicadas para quem tem pouco espaço para armazenamento em casa ou no escritório e precisa transportar a bicicleta com facilidade. Não são indicadas para percorrer longas distâncias, já que suas dobras e encaixes podem se desgastar com o passar dos quilômetros.  

>>> Brompton Nickel S6R £ 1.610

 

>> Elétrica

As bicicletas elétricas são apontadas como uma grande alternativa para o transporte motorizado urbano, por permitirem deslocamentos maiores via bicicleta àqueles que não têm o condicionamento físico (ou a vontade) necessário para pedalar grandes distâncias. As pedelecs, bicicletas de pedal assistido, têm sensores que auxiliam o movimento de acordo com a pressão aplicada nos pedais – você pedala a maior parte do caminho, e ela te ajuda nas mais difíceis. 

>>> Caloi E-Vibe City Tour R$ 8.000

 

>> Fixa

Bicicletas fixas, como o nome diz, têm a catraca fixa em relação à roda traseira, ou seja, a roda gira junto com o pedal, necessariamente (não é possível “deslizar” sem pedalar). Elas não têm marchas e muitas vezes são usadas sem freios, já que é possível “frear” no contra-pedal (a prática é fortemente desaconselhável para iniciantes). São grandes aliadas de ciclistas urbanos por serem muito simples e de manutenção baixa, fácil e barata. Alguns modelos podem ser usadas também em roda livre, quando é possível parar de pedalar sem que a bicicleta pare. 

>>> Raf Bikes Azul Aros Slim Preto R$ 1.400

 

Leia mais

Como ir de bicicleta para o trabalho: um guia completo para você começar

Conselhos de Henrique Avancini para começar no MTB com o pé direito

"Last Mile": misturando o pedal com outros transportes

Calendário

Encontre um evento de bike perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!