Iniciantes

Treino de força: dicas para corredores

Muita gente pula a etapa do fortalecimento por acreditar que basta correr para melhorar o desempenho.  

Sim, correr é parte indispensável do plano; entretanto, fortalecer o corpo é fundamental para manter o corpo blindado contra lesões, além de proteger ossos e articulações.

Variar o estímulo também é importante para o metabolismo funcionar a todo vapor. 

Se você se identificou e vive fugindo do treino de força, volte atrás. Já ouviu falar em economia de corrida?

Isto é, ter um corpo forte torna mais fácil a tarefa de encarar ladeiras, ir mais longe e ganhar mais resistência para correr distâncias mais longas.

Carolina dos Santos, professora da Bio Ritmo em São Paulo (SP), lista os exercícios que não podem faltar para uma corrida mais forte, segura e longeva. 

Fortalecimento de corredor

(As séries e cargas devem ser indicadas por um treinador)

Membros inferiores

  • Agachamento livre ou no bosu
  • Afundo com halteres

“Fortalecem músculos da coxa e glúteos, auxiliam na força e resistência durante a corrida, além de proteger lesões em joelhos e coluna”, relembra.

Core

  • Abdominal na bola suíça 
  • Prancha ventral 

O fortalecimento dessa região é muito importante para corredores, e ambos os exercícios auxiliam na postura correta enquanto corre, na força do core e previne lesões lombares”, explica. 

Lombar

  • Hiperextensor lombar

“Muita gente se esquece do fortalecimento da lombar, região que é bastante sobrecarregada durante a corrida. Ter essa musculatura forte pode melhorar muito o desempenho e evitar desgastes, dores e lesões durante a prática”.

Membros superiores

  • Flexão de braços
  • Remada na máquina
  • Elevação lateral com halteres
  • Barra fixa

“Os braços também precisam de fortalecimento. A flexão, a remada, a barra fixa e a elevação lateral trabalham os músculos superiores, que serão importantes para seu movimento de corrida“, ensina.

Ao fazer estes exercícios, evite os que podem sobrecarregar as articulações nos dias de treino de corrida, como excesso de pliométricos (que envolvem a execução de saltos), por exemplo.

“Eles são ótimos para o corredor, mas é necessário fazê-los em dias alternados para não cansar a musculatura para o treino de corrida”, continua a professora.

Não se esqueça: é importante pensar no corpo como um todo e fazer um treino completo de membros inferiores e superiores.

Além disso, exercícios livres que trabalham a mobilidade, o equilíbrio (sem máquinas), usando bola, bosu, elástico ou apenas o próprio corpo. 

Todos são importantes para desenvolver a consciência corporal, que é determinante para conhecer seus limites e capacidades. E aí, #partiuacademia?

camilabrogliato

Share
Published by
camilabrogliato

Recent Posts

Eco Run levará conscientização ambiental a corredores de Salvador no domingo

A Eco Run chega a Salvador no próximo dia 3 de julho! A preservação do…

2 horas ago

Girl Power Run levará temas centrais do universo feminino ao Rio de Janeiro no domingo

A quarta etapa do ano da Girl Power Run, corrida feminina que já passou por…

2 horas ago

Up Night Run terá corrida e música em Ribeirão Preto; veja informações!

Além dos benefícios da corrida, a Up Night Run oferece uma noite inesquecível, recheada de…

2 horas ago

Corrida do Bem Eco agitou São Luís (MA). Veja como foi!

No último domingo, 26 de junho, a Corrida do Bem Eco desembarcou na cidade de…

24 horas ago

Suplementos na atividade física: saiba quando usar!

Usar ou não suplementos esportivos é uma dúvida frequente de praticantes de várias modalidades, incluindo…

4 dias ago

Corrida do Bem Eco chega a São Luís no final de semana; veja informações!

No próximo domingo, 26 de junho, a Corrida do Bem Eco chegará à cidade de…

5 dias ago