Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Como Kipchoge pretende quebrar a barreira das 2h na maratona

Neste sábado, 12 de outubro, às 8h15 da manhã no horário de Viena (3h15 de Brasília), Eliud Kipchoge, recordista mundial e vencedor de 11 das 12 maratonas que participou, tentará provar porque é um dos maiores da história. Pela segunda vez, tentará finalizar a distância de uma maratona, 42,195km, em um período menor que 2 horas. No desafio Ineos 1:59, o queniano não terá adversários humanos. Os outros atletas correrão para auxiliá-lo a derrotar o relógio, o verdadeiro adversário.

Na Maratona de Berlim em 2018, Kipchoge quebrou o recorde mundial da distância atravessando a linha de chegada com 2h01min39s, desbancado Dennis Kimetto, que era detentor da marca desde 2014, com 2h02min57s. Em sua primeira tentativa de quebrar a marca de 2 horas, no Breaking 2 em 2017, organizado pela Nike, ele ficou a 26 segundos do feito, correndo a distância em 2h00min25s.

Esta marca estabelecida no Breaking 2 é a mais baixa da história para a distância, mas não é considerada recorde mundial da maratona, já que o percurso não é homologado pela Federação Internacional de Atletismo (Iaaf). Para conquistar o feito, o atleta terá de correr 0,36% mais rápido ao longo da distância do que em sua primeira tentativa.

“Estou me sentindo bem, estou feliz com o percurso e estou esperando o sábado. Viena é uma cidade esportiva. A multidão adora esportes e o percurso é plano, rápido e em um parque. Berlim era sobre bater um recorde mundial, Viena é sobre correr e fazer história, como o primeiro homem na lua”, disse o atleta, também campeão olímpico da maratona.

Para fazer Kipchoge correr ainda mais rápido do que há dois anos, a Ineos, empresa multinacional de produtos químicos, patrocinadora do evento, tentou criar as condições perfeitas para o feito. A cidade, o percurso, a data, o horário, como a tecnologia poderia auxiliar. Tudo entra na conta.

 

A escolha de Viena para o Ineos 1:59

Altitude e fuso-horário

O desafio de Eliud Kipchoge ocorrerá em Viena, capital da Áustria, cidade com apenas uma hora de diferença no fuso-horário em relação a Kaptagat, no Quênia, onde o atleta treina. Outro fator importante é a diferença de altitude. A cidade africana fica a 2.400m de altitude. Viena, a apenas 165m acima do nível do mar. Quanto mais próximo do nível do mar, maior a facilidade do corpo absorver oxigênio do ar.

Clima

As condições climáticas são ainda mais importante para um bom rendimento. O esperado é que a temperatura esteja entre 7 e 14 graus Celsius no horário do desafio. A baixa umidade também é essencial, pois quanto mais alta, mais difícil é a evaporação do suor no ar, o que interfere na sensação térmica.

O Percurso

O The Prater, parque da capital austríaca, foi escolhido como sede do desafio por sua extensão e desenho, especialmente a longa reta Hauptalle. Kipchoge também manifestou o desejo de contar com torcedores ao longo do percurso e o local favorece que os admiradores do atleta possam estar presentes em diversos pontos para torcer e apoiá-lo.

O queniano começará seu desafio na famosa ponte imperial de Viena, o Reichsbrucke. Após aproximadamente 1,2 km, ele chegará à Roda-Gigante na rotatória de Praterstern, onde entrará no Prater e dará 4,4 voltas no Hauptallee, a arborizada avenida histórica que atravessa o coração do parque vienense e conta com mudanças mínimas de altimetria.

Tecnologia

Para auxiliar Kipchoge a quebrar a barreira das 2 horas na maratona, a Ineos investiu em tecnologia para o evento. Além dos tradicionais coelhos, atletas escolhidos para puxar o ritmo de Kipchoge, um carro, que carregará o cronômetro, estará à frente dos corredores para controlar o ritmo da corrida que será de 2min50s/km.

O carro é um SUV totalmente elétrico e projetará lasers no chão com um padrão de formação específico e uma linha de ritmo na estrada para ajudar os coelhos a manterem suas posições.

O carro também carregará um chip que transmitirá informações sobre o tempo e a velocidade a cada quilômetro, facilitando assim a correção de qualquer oscilação durante o percurso. Outro veículo, com o mesmo software, estará disponível em caso de qualquer problema.

Coelhos

A equipe de coelhos conta com atletas conhecidos por Kipchoge. No total serão 41 coelhos separados por equipes – 36 estão escalados para correr à frente do queniano e cinco estarão de reserva.  A lista tem dez atletas que competiram recentemente no Campeonato Mundial de Atletismo em Doha, como os irmãos Ingebrigtsen e o jovem etíope Selemon Barega que nos 5000 metros é o mais rápido do grupo, por exemplo.

Outro nomes de peso como Marius Kipserem Eric Kiptanui também fazem parte da equipe. O mais velho é o norte-americano Bernard Lagat, com 44 anos, cinco vezes campeão olímpico. O mais jovem, o norueguês Jakob Ingebrigtsen, com 18 anos.

Leia mais

Desafio sub-2h de Kipchoge terá transmissão ao vivo

Eliud Kipchoge bate recorde mundial na Maratona de Berlim

Nike fica a 26 seg de maratona sub-2h

Transmissão ao vivo

O Ineos 1:59 poerá ser acompanhado ao vivo diretamente pelo canal oficial do evento no Youtube, para mais de 200 países. Quem preferir também poderá acompanhar pelo site do evento, em uma experiência interativa de segunda tela.

Clube O2

Já garantiu sua Jaqueta do Clube O2?

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!