Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Aulas de spinning ajudam ou atrapalham corredores?

Foto: Shutterstock

Sucesso entre as mulheres, as aulas de spinning estão entre as preferidas de quem procura um alto gasto calórico nas academias. De acordo com um estudo da USP, as mulheres queimam, em média, 570 calorias em uma hora de pedal na academia, enquanto os homens chegam a eliminar 870 calorias. Mas, afinal, as aulas de spinning ajudam ou atrapalham os corredores?

Desde que sejam feitas no momento certo e da maneira correta, as aulas de spinning trazem benefícios ao corredor. O Ativo consultou um time de especialistas de São Paulo para saber mais sobre o tema. Confira abaixo as opiniões de Lis Oliveira, instrutora da Fórmula Academia do Brooklin, Amauri Garcia, da Bodytech dos Jardins, e Darlan Duarte, treinador da assessoria esportiva Pacefit.

Os prós

Darlan Duarte: “Se for bem ajustado na rotina do corredor, o spinning ajuda bastante. É um exercício que fortalece as pernas, o abdômen e a lombar, até pela posição em que a pessoa fica no pedal. O fato de não ter impacto também ajuda bastante. Distribui a força nas pernas de maneira equilibrada. Esse equilíbrio na distribuição de força no pedal é interessante.”

Amauri Garcia: “As aulas de spinning como atividade complementar vão auxiliar muito na condição cardiorrespiratória para a prática da corrida. Só temos que lembrar que o spinning não substitui o treino específico para corrida, apenas auxilia.”

Quando optar pelas aulas de spinning?

Lis Oliveira: “O melhor momento para incluir as aulas de spinning seria na fase inicial do programa de treinamento do atleta. Após essa fase, são intensificadas as atividades físicas específicas para corrida, com a finalidade de fazer o atleta atingir sua meta, como a conclusão de uma prova.”

 

Leia mais

Pilates, um ótimo exercício de fortalecimento para a corrida

Cansaço excessivo e perda de rendimento? Veja uma possível causa

A importância do sono para sua performance

 

O momento errado

Darlan Duarte: “Não é legal ter o spinning como atividade que antecede corridas longas. Isso pode ser desgastante para as pernas e para a parte cardiorrespiratória. Como o spinning envolve intensidades muito altas, é preciso saber interpretar se o treino de spinning será mesmo adequado antes de um longão. Outro ponto negativo é não trabalhar de maneira específica as musculaturas em que o corredor apresenta fraqueza e precisa desenvolver. Por exemplo: se há necessidade de trabalhar os abdutores, o spinning não auxilia nisso.”

Danos à parte muscular

Amauri Garcia: “Como qualquer modalidade aeróbia, sempre devemos complementar os treinos de spinning com musculação, fortalecimento de core, pilates e alongamentos. Esses treinos paralelos diminuem muito o risco de lesão muscular.”

Lis Oliveira: “O estímulo do treino e a dedicação da pessoa em cima do pedal determinarão se a musculatura será muito castigada em uma aula de spinning. Vale lembrar que o processo de recuperação é tão importante quanto o treino e deve ser respeitado.”

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!