Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

CrossFit: 5 WODs com Double Under para você fazer

Um dos movimentos mais desejados pelos iniciantes no CrossFit, o Double Under é um dos clássicos dessa prática esportiva. Por exigir apenas uma corda adequada, ele pode ser realizado tanto nos WODs em boxes de crossfit quanto em treinos em casa, em parques ou praia.

Quem aprendeu e já domina o movimento provavelmente guarda algumas marcas do processo de aprendizagem. As chicotadas acontecem com certa frequência até que o aluno de crossfit desenvolva uma certa consistência no exercício.

Alguns pontos são importantes: o tamanho ideal da corda, o posicionamento dos braços e a consciência corporal, para coordenar o movimento dos saltos com os giros da corda. O Double Under é um dos movimentos que esteve presente em todas as edições do CrossFit Open, primeira etapa classificatória para o CrossFit Games, onde mais de 500 mil atletas competem online.

 

Leia mais

Crossfit: cinco workouts para fazer só com peso corporal

8 razões que te impedem de ganhar força no crossfit

Scale ou RX: quando optar pela adaptação do workout

 

CINCO WODS COM DOUBLE UNDER

– OPEN 12.4 e 13.3

Um dos diversos workouts do CrossFit Open em que o Double Under está presente, o atleta deve realizar o máximo possível de repetições de 150 Wall Balls, 90 Double Unders e 30 Muscle Ups. O exercício com a corda é relativamente o mais fácil do workout, mas não será confortável realizá-lo após 150 bolas na parede.

– OPEN 14.1

Em 2014 o Double Under apareceu logo no primeiro workout do Open. O atleta deve realizar o máximo de rounds possíveis de 30 Double Unders e 15 Power Snatches com carga baixa (34 quilos para os homens, 25 para as mulheres). 

– OPEN 15.3

Outro workout com Double Under no Open, novamente com Muscle Up e Wall Ball. Na segunda prova da edição de 2015, os atletas deveriam realizar o máximo de repetições ou rounds de sete repetições do exercício na argola, 50 bolas na parede e 100 saltos duplos de corda dentro de 10 minutos.

– ANNIE

Um dos benchmarks Girls mais tradicionais, Annie é conta apenas com dois movimentos: Double Under e Sit-Up, exercício para a região abdominal. O atleta deve realizar no menor tempo possível 50-40-30-20-10 repetições de cada um deles, começando no Double Under e depois no Sit-Up.

– FILTHY FIFTY

O mais difícil dos cinco workouts aqui citados, Filthy Fifty em tradução livre significa “os cinquenta sujos”. O nome não é injusto, considerando o quanto o atleta deverá suar para realizar 50 repetições de Box Jump, Jumping Pull-Up, Kettlebell Swing, Step Walk Lunge, Knees to Elbows, Push Press, Back Extensions, Wall Ball, Burpee e por último, Double Under. Tudo isso no menor tempo possível.

Calendário

Encontre um evento perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!