Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Brasileiros preferem aplicativos de exercícios a ir à academia

Foto: Shutterstock

Segundo um estudo conduzido pela empresa alemã Freeletics, cerca de 40% dos brasileiros irão dar preferência a aplicativos de exercícios físicos a comparecer às academias para seguir um estilo de vida saudável em 2019.

O estudo recebeu o nome de Mapa Nacional do Impacto da Tecnologia no Esporte e Sedentarismo, e entrevistou pouco mais de 2 mil pessoas no Brasil, todos sedentários.

Os resultados apontaram que 37% dos entrevistados planejam trocar as tradicionais academias pelo uso dos apps. Uma outra abordagem feita pela pesquisa mostra que apenas 18% acredita que os aplicativos, como o próprio Freeletics ou o TrainingPeaks, entre outros, não são tão efetivos quanto as academias.

Além da comodidade de poder se exercitar em casa, um dos fatores desse comportamento apresentado pelos entrevistados foi o custo envolvido. Segundo a pesquisa, 61% disse que não estaria disposto a pagar o preço cobrado por academias pelos treinos e aulas acompanhadas por profissionais.

Os aplicativos de exercícios, ainda como uma alternativa em busca de uma vida saudável, apresentam um problema para os entrevistados. Segundo o estudo, 73% das pessoas apontam que gostariam que os apps ajudassem no controle da alimentação e da dieta, funcionando também como um “nutricionista”.

Tal funcionalidade, embora preferida pela maioria dos entrevistados, não é comum entre as soluções disponíveis. 

 

Leia mais

Musculação e corrida: tudo bem treinar os dois juntos?

Os melhores apps fitness para seu treinamento

Os cinco melhores aplicativos para começar a correr

 

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!